Concelho Coimbra

Vídeos

Mensagem de Catarina Martins para 2017.

Resoluções Mesa Nacional

Notícias

José Manuel Pureza (Deputado eleito por Coimbra) e Carlos Matias (Deputado eleito por Santarém) visitaram os concelhos de Oliveira do Hospital, Lousã e Penacova, recentemente assolados pelos fogos, onde reuniram com os respetivos Presidentes de Câmara e se  inteiraram dos trabalhos em curso para a reconstrução dos territórios e das comunidades e para pôr à disposição das suas populações e autarquias toda a ajuda que o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda possa dar. 

Nos dias 21 e 22 de outubro vai realizar-se a 5ª Cimeira por um “Plano B” para a Europa. O evento decorrerá, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Campo Grande). A participação neste evento de dimensão europeia é importante para dar força à construção de alternativas ao crescente défice democrático e social imposto pelos tratados europeus. 

A fim de garantir a presença nesta Cimeira, foi reservado um autocarrro de Coimbra, que sairá no sábado (dia 21), às 8h, da Praça República e deverá chegar no domingo (dia 22), às 18h, à Praça da República.

Aceitam-se inscrições, através do tele 962916842, até ao dia 20 de outubro.

 

No dia 22 de março, haverá uma sessão pública "Deficiência: Que Modelo de Vida Independente?", que contará com as presenças de Jorge Falcato (Deputado), Fernando Fontes (Investigador – CES) e José Manuel Pureza (Deputado). O evento irá decorrer, na Oficina de Teatro Municipal (R. Pedro Nunes), a partir das 21h. Vamos discutir o que queremos para as nossas vidas. Aparece! Traz um/a amigoo/a também...

Realizou-se uma  sessão pública sobre "Precários do Estado", na Casa Municipal da Cultura de Coimbra, que contou com as presenças de Catarina Martins (Coordenadora bloquista), José Manuel Pureza (Deputado eleito por Coimbra) e outros ativistas do combate à precariedade.

A coordenadora bloquista lembrou que o BE “tem seguido o princípio de que, quando estamos a decidir coisas, que nos parecem particularmente importantes, a melhor maneira de tomarmos decisões é fazendo sessões um pouco por todo o país para dizer o que está a acontecer, para responder a perguntas ou receber sugestões e críticas. Fizemos isso, quando assinámos o acordo com o Partido Socialista. Fizemos isso para o Orçamento do Estado de 2016. Voltámos a fazê-lo para o Orçamento do Estado de 2017. E agora estamos a fazê-lo com o Plano Nacional de Luta contra a Precariedade”, acrescentou.

Em 40 anos de poder local democrático, a Câmara da Lousã tem sido useira e vezeira na destruição de património: crimes contra a identidade concelhia ou conivência com esse desprezo pela memória coletiva.

Não lembra a ninguém é ser a própria autarquia a descaracterizar património seu e nosso. Desta vez, são os Paços do Concelho, que albergam os titulares eleitos e vários serviços camarários.

No dia 13 de outubro (5ªfeira), haverá uma sessão pública, promovida pelo Coletivo de Solidariedade Internacionalista, sobre a "Palestina". O evento, que contará com as presenças de Joana Ricarte e Moara Crivelente, será moderado por Júlia Garraio e decorrerá na Galeria Santa Clara, às 21h30. 

Contamos contigo. Aparece! Traz um/a amigo/a também...

José Manuel Pureza visitou, hoje, o Museu Monográfico de Conimbriga (M.N.C). No encontro com o Diretor do M.N.C, Dr. Virgílio Hipólito  Correia, foram abordadas várias questões sobre o seu funcionamento: as dificuldades da projeção do Museu e as limitações da autonomia; a necessidade de uma tutela adequada com delegação de competências. Sendo, primeiro sitío arqueológico do país, abordou-se também o processo de candidatura a Património Mundial. 

Opinião

Na 1ª volta das eleições presidenciais, no Chile, passaram à 2ª volta o ex-presidente Sebastián Piñera (direita liberal-conservadora) e o senador Alejandro Guillier (centro- esquerda). A 2ª volta terá lugar, no próximo dia 17 de dezembro.

Dois anos volvidos sobre o início de um caminho de recuperação dos rendimentos e de direitos básicos das classes trabalhadoras, os adeptos do “já chega” agitam-se. E, porque os adeptos do “já chega” não se movem por razões ideológicas – fixações ideológicas só têm os adeptos do “não chega, não” – o argumento deles é o do bom senso e do equilíbrio.